Invocação do Mal 2

Invocação-do-Mal-2-PosterCrítica – Invocação do Mal 2

James Wan está de volta!

O casal Lorraine e Ed Warren vai para Londres ajudar uma família atormentada por uma suposta manifestação poltergeist na filha. Baseado em caso real, justamente um dos mais documentados da história.

De vez em quando escrevo “fulano está de volta” só para avisar que ele fez um filme novo. Bem, desta vez, a expressão está correta: depois de dirigir três dos melhores filmes de terror dos últimos anos (Sobrenatural 1 e 2; e Invocação do Mal), James Wan largou o terror e foi fazer Velozes e Furiosos 7. Li que ele teria desistido do terror (o cara está escalado para dirigir o vindouro Aquaman). Mas, olha lá, entre um filme de carros e outro de super heróis, Wan teve tempo de voltar ao terror!

(Parece que o primeiro Invocação do Mal foi um grande sucesso de bilheteria e, por isso, Wan teria voltado à franquia. Sei não. Velozes 7 foi uma das maiores bilheterias do ano passado. Se a gente pensar só pelo lado financeiro, Wan não estava precisando do terror…)

Lançado em 2013, o primeiro Invocação do Mal foi um dos melhores filmes de terror do ano (na minha humilde opinião foi o melhor, seguido de perto por Mama). A continuação, Invocação do Mal 2 (The Conjuring 2: The Enfield Poltergeist, no original) pode não ser melhor que o original, mas consegue manter o nível.

“Ah, mas este novo filme é mais do mesmo”, vão dizer os rabugentos. Verdade, Invocação do Mal 2 não traz nada de novo. Mas sabe quando um cozinheiro sabe fazer bem o seu ofício e faz um arroz com feijão muito gostoso? James Wan manja dos paranauês, e seu arroz com feijão é melhor do que a maioria. Wan sabe posicionar sua câmera com maestria. São ângulos, travellings e planos sequência criativos, mantendo a tensão ao longo de pouco mais de duas horas de projeção. O cara tem talento pra isso!

Ajudado por uma fotografia bem cuidada, uma boa trilha sonora e uma cenografia que reconstitui fidedignamente, tanto a época quanto as cenas reais (no fim do filme vemos fotos reais do caso), Wan faz o que muitos propõem mas poucos conseguem: sustos! Invocação do Mal 2 acerta neste ponto crucial mas, muitas vezes, deixado de lado.

O elenco conta com a volta de Vera Farmiga e Patrick Wilson como o casal Warren. O resto do elenco é inglês, então é novidade: Frances O’Connor, Simon McBurney e as crianças Madison Wolfe, Lauren Esposito, Benjamin Haigh e Patrick McAuley estão bem. Franka Potente faz um papel menor. E, pra quem conhece meus textos, Javier Botet, que foi a Menina Medeiros em REC e o personagem título em Mama, aqui faz o Homem Torto.

Invocação do Mal 2 não é “o melhor terror de todos os tempos da última semana”. Mas, tirando A Bruxa, que é outra proposta, é “apenas” o melhor filme de terror do ano até agora.

Vou mandar um zap pro James Wan e convencê-lo a voltar pro terror depois do Aquaman. O gênero precisa dele!

  • Facebook
  • Twitter

Preenchimento obrigatório *

*

You may use these HTML tags and attributes:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>